No products in the cart.

    • Peito de Frango com Mel Nº 88 Fire by Beesweet
    • Sopa de Cenoura com Mel Nº 1 Citrus by Beesweet
Home / Tout le monde parle / Estudo de Caso sobre a Beesweet resulta em 20 valores no ISMAI

Estudo de Caso sobre a Beesweet resulta em 20 valores no ISMAI

Elisabete Lopes foi a aluna do Instituto Superior da Maia que nos deixou completamente maravilhadas ao comunicar que tirou nota máxima (20 valores) no trabalho que desenvolveu sobre a Beesweet!

 

rosto (3)

Desta forma, não poderíamos deixar de divulgar um pouco do seu trabalho.

Quanto a nós cabe-nos agradecer toda a dedicação e atenção para com a Beesweet.

É sempre com muito orgulho e prazer que te recebemos na nossa Casa.

 

Esperamos que os leitores se deliciem com este maravilhoso desempenho!

Primeiro, o Sabor

“O nosso objetivo é prender o cliente pela boca, ou seja, dar a conhecer novos sabores com base no conhecimento sobre o mel que a família foi adquirindo ao longo dos tempos” – afirma Ana Pais.

A marca utiliza sobretudo mel de eucalipto, oriundo da região litoral centro do país, sobre o qual cria sabores de forma natural, fruto de um trabalho de investigação que associa a Beesweet aos laboratórios de Bioquímica e Química Alimentar da Universidade de Aveiro e à Escola de Biotecnologia da Universidade Católica do Porto. Os sabores distinguem-se no palato. O N.º 1 Citrus, com notas aromáticas de limão, laranja, toranja e lima, reconhece-se pela frescura cítrica. Se o picante N.º 88 Fire “causa uma explosão quente” na boca, o N.º 5 Winter é “requintado, de sabor balsâmico [pressente-se a menta] que nos transporta para os bosques de inverno”. Já o recém-lançado N.º 66 Beelove, o mel “mais apaixonante de toda a gama Beesweet”, tem “aroma a frutas da selva, café e cereja”. De cor chocolate, o seu aroma “é estimulante, causando sensações afrodisíacas”. A carta de méis continua a crescer. É o caso do N.º 25 Christmas, que com o seu sabor próximo da canela é “o mais aromático” da marca. O N.º 10 Seasalt (o doce encontra-se com o salgado), o N.º 7 Truffle (sabor a trufa negra), o N.º 2 Mandarina (a presença da laranja), e o Beeblue, mel raro de floração de mirtilo.

 

Benefícios do consumo do mel Beesweet na saúde

Mel é um líquido doce produzido por abelhas a partir da retirada do néctar das flores. O Mel é composto por minerais como ferro, cálcio, fosfato, sódio, cloro, potássio, magnésio, frutose e glicose. Também é bastante rico em vitaminas B1, B2, B3, B5 e B6.

Devido à presença de poderoso antissético, antibacteriano e propriedades curativas, o mel é usado como medicamento para tratar muitos problemas comuns de saúde.

Uma vez que o mel Beesweet é aromatizado recorrendo a plantas aromáticas, estes benefícios já existentes naturalmente no mel, são ainda mais potenciados.

Assim, o mel Beesweet contribui para:

Aumentar a Energia

O mel pode aumentar instantaneamente o seu nível de energia. Devido aos açúcares naturais, fornece uma saudável fonte de calorias e energia sempre que o corpo precisar.
Quando sentir vontade de comer algo doce, simplesmente tome uma colher de sopa de mel Nº 5 Winter – menta.

Reduzir a Fadiga Muscular

Atletas muitas vezes sofrem de fadiga muscular, que pode afetar o nível de desempenho. O mel pode impulsionar o desempenho dos atletas, os níveis de resistência e reduzir a fadiga muscular. Isto é devido a combinação perfeita de glicose e frutose no mel.

Regular o Açúcar no Sangue

Mel é doce, mas aqueles que sofrem de diabetes podem consumir com moderação.
Na verdade, o mel pode ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue devido à combinação de frutose e glicose.

Aqueles que sofrem de diabetes tipo 1 devem comer regularmente uma colher de chá de mel. Ao mesmo tempo, os minerais, vitaminas e propriedades antioxidantes no mel são altamente benéficas para o organismo.

Além disso, é sempre melhor o consumo de mel que o consumo de açúcar refinado. Opte pelo mel Nº 1 Citrus – Sabor Limão.

Tratar a Tosse

Vários estudos mostram que o mel é um remédio eficaz para a tosse em comparação com muitos medicamentos para a tosse sem receita. O mel tem fortes propriedades antibacterianas que ajudam a aliviar dores de garganta e matar as bactérias que causam a infeção. Para obter o rápido alívio da tosse, misture uma colher de sopa de mel Nº 5 Winter – Menta, com sumo de limão espremido fresco e beba esta solução em intervalos regulares.

Combate a Insónia

O mel é uma solução simples que ajuda a combater as insónias. é ainda um hidrato de carbono que estimula a libertação de insulina e permite que o triptofano entre no cérebro facilmente. Triptofano é o composto que nos deixa com sono. Simplesmente beba um copo de leite quente com mel Nº 66 Beelove – Chocolate antes de ir para a cama.

Reduzir o Peso

Mel contém vitaminas, minerais e aminoácidos. Todos estes elementos trabalham juntos para promover o metabolismo de gordura e colesterol, que por sua vez, ajuda a manter o peso corporal e evita a obesidade.

Melhorar a Digestão

O mel é um agente antimicrobiano eficaz que beneficia todo o aparelho digestivo. A enzima (glicose oxidase) presente no mel pode produzir pequenas quantidades de peróxido de hidrogénio que pode tratar a gastrite.

 

Entrevista efetuada a Ana Pais (CEO) e Carla Pereira (CO):

Como apareceu a ideia do novo produto? É baseada em quê?

“Realmente nós como empreendedoras sonhamos muito, não é? O primeiro passo normalmente pensamos sempre assim um bocadinho (o sonho comanda a vida) pensamos sempre um bocadinho em grande, e achamos que as coisas são todas muito fáceis, que custam pouco dinheiro …

O primeiro produto a ser criado, a ser sonhado, não foi propriamente aquele que foi lançado no mercado. Era uma coisa que tinha mais investimento, requeria mais investimento, requeria mais tempo, o objetivo era criar uma infra-estrutura, que tinha a ver com um espaço pedagógico em que havia abelhas, havia um apiário, havia mel, havia a produção de mel, e uma floração rara de mel, neste caso era já o mel de mirtilo. Mas tudo era uma infraestrutura muito cara, um investimento grande. Então, percebemos com base nos planos de negócio que desenvolvemos e nas participações que fizemos em alguns concursos, que iria ser um investimento muito forte, não iríamos ter como suportar isso numa primeira fase, numa empresa nascente iria ser muito complicado, e então pusemos a pensar: exatamente o que é que nós queremos? É colocar um produto inovador no mercado que tenha como base o mel. Esse é o nosso fundamento. Então porque é que temos de fazer logo de raiz um investimento tão grande? Ter custos muito volumosos de investimento quando o objetivo principal é colocar um produto inovador com base no mel no mercado? Então vamos lá ser focadas (foco) e fazê-lo recorrendo aquilo que está mais acessível, aquilo que temos mais à mão e que conseguimos realmente criar.

Foto - 142 (2)

 

Então, fizemos uma pesquisa de mercado, fomos ver o que é que existia e reparamos que o mel estava muito parado no tempo. Já se inovava tanto nas compotas e nos cafés, porque não ser o mel também.

Sempre fomos muito apaixonadas pelo mel e pelas abelhas, ou seja, já estava um bocadinho no sangue esta coisa de querermos inovar no mel. Então, pusemos mãos à obra, demos sabor ao mel, tudo de forma natural, tudo do mais saudável possível, utilizando ervas aromáticas para criar sabores no mel. O mel fica com sabor a limão, não tendo limão, é uma erva aromática que dá o sabor a limão, sabor a canela, não tem canela, é outra uma erva aromática que dá o sabor a canela, menta, e assim sucessivamente!

O Nº 10 Seasalt – salgado, não tem segredos – colocamos flor de sal e alga Fava do Mar biológica. Trata-se de uma parceria com a empresa Algaplus.

O objetivo é que o mel possa ser consumido ou « cru » ou na própria gastronomia.

 

Que tipos de perguntas fez a si próprio, ou a outras pessoas, de forma a obter esta nova ideia?

“Exatamente. É muito importante e aí respondo também a outra pergunta que nos fazem muitas vezes, que é: até que ponto é que é importante participarmos em concursos de empreendedorismo? É extremamente importante porque é através desses eventos que pomos à prova a nossa ideia de negócio, ou seja, é lá, que conhecemos outros empreendedores, com outras ideias, diferentes ou iguais, ou semelhantes, é lá que conhecemos empresários que muitas vezes nos abrem as portas e nos dão determinados contatos que não há dinheiro que os pague. É lá que conhecemos mentores, professores, experts, em determinadas áreas como as do marketing, na criação de marcas, na internacionalização do produtos, no design, eu sei lá… É tanta coisa, é uma mescla de mais-valias tão importantes para quem quer criar uma ideia de negócio que é no nosso ponto de vista é imprescindível dar a conhecer a nossa ideia, o nosso negócio, tanto em eventos, como em concursos de empreendedorismo. As pessoas podem provar e dizer se gostam, se estaria disposta a comprar, por quanto? ”

 

An essencial aspect of creativity is not being afraid to fail (2)

 

Qual o impacto ecológico do produto?

“A Beesweet desenvolve a sua atividade tentando de todas as formas criar um impacto reduzido tanto a nível do consumo de agua como a nível do consumo de energia. Fazemos a reciclagem do lixo, utilizamos lâmpadas de baixo consumo, colocamos um redutor próprio na caixa de saída de água para reduzir o caudal de água, ou seja, reutilizamos as caixas mesmo sendo um pequeno negócio nós já desde raiz que começamos a implementar e incentivar aqui dentro com os nossos RH e com as nossas instalações a ser o mais amigas possível do ambiente.

Há duas coisas que já estamos a fazer no que toca à comercialização mais direta com o produto, tem a ver com a utilização de material 100% reciclado (caixa dos bombons). Estamos a acabar agora de utilizar as primeiras caixas e as de gota que solicitamos à gráfica para que os produtos sejam a partir de agora elaborados em material reciclável. Apesar de ser mais caro, estamos a estudar uma alternativa, que é, eu não sei o que é que acontece nos outros países, mas em Portugal, aquilo que nós nos informamos é o vidro para uso alimentar tem de ser virgem, ou seja, nós não podemos utilizar vidro reciclado para colocar alimentos e aqui a alternativa é munirmos as nossas instalações de um esterilizador e lançar uma campanha em que as pessoas possam devolver frascos, por acaso já estamos a fazer isso com o mel para uma indústria hoteleira, mas eles têm esterilizador lá e já nos enviam os frascos direitinho e depois é só ter de voltar a encher. Mas aqui ainda não temos capacidade para tal. O objetivo é que nos devolvam os frascos de forma a fazermos a esterilização e voltarmos a utilizar os nossos frascos de vidro, quanto ao PET também há a possibilidade de voltar a encher, mas é algo mais difícil, porque partimos de um frasco de plástico. Quanto ao vidro, sim, vamos criar agora aqui uma solução capaz de pudermos reutilizar os nossos frascos e eu acho que faz todo o sentido”.

 

Há algum papel especial dos stakeholders? (Colaboradores, gestores, fornecedores, clientes, autoridades, distribuidores, etc.)

“Tudo se liga assim, de uma forma brutal, eu posso dizer, começar por dizer que mais de 80% dos nossos fornecedores são mulheres, empreendedoras com uma força e sensibilidade tremenda.

Duas outras vertentes muito importantes para nós, são trabalhar com empresas do nosso distrito e até do nosso município, e trabalhar com produtos nacionais, desde a própria elaboração do frasco, o próprio frasco também é produzido em Portugal. Pagamos mais por ter estas coisas, é português, é nosso, foi feito por nós. A produção é toda feita em Portugal e o mel então esse, não há motivos para importar. O nosso mel é muito bom. Estivemos lá fora, em duas feiras internacionais, não é por sermos portuguesas, mas o nosso mel é extraordinário. »

 

Conclusão

A Beesweet é um projeto inovador e está a apresentar no mercado, um novo Mel Cru, naturalmente aromatizado, inovador em vários sentidos, com marca e design próprios. O seu slogan “Beesweet … mais que Mel!” chama a atenção para o facto de o mel ser apenas o princípio de tudo.

A inovação está presente no lançamento de florações específicas e raras, nos sabores criados, na imagem, nas cores, na embalagem e nas diferentes formas de consumir e incorporar o Mel na gastronomia. Este novo Mel é também apresentado numa embalagem de design exclusivo, esteticamente inovadora, apaixonante, plena de Glamour, leve, ergonómica e prática de utilizar, considerada pela Packaging of the world como uma das mais bonitas no mundo.

Consciente dos mercados que pretendem atingir, como o Norte da Europa e médio Oriente, a Beesweet apresenta produtos como o Beeblue by Beesweet que é um mel raro de floração de mirtillo produzido nos cultivos de Mirtilos em Portugal.

No mercado nacional, a sua gama de produtos marca presença nas lojas-gourmet e hotéis de charme. A empresa realiza parcerias e eventos com empresas de vinhos, queijos e outros produtos alimentares, no sentido de cruzar e incorporar os produtos. Os chefes são também chamados a adicionarem o mel da Beesweet nas suas produções gastronómicas.

O mel mexe com todos os sentidos. É um superproduto com benefícios para o organismo. Depois de surpreender pela oferta alimentar, este ano a empresa conta iniciar a abordagem ao mercado da estética com o lançamento de um sabonete igualmente inovador”. Definitivamente, Beesweet é mais que mel

By Elisabete Lopes in ISMAI (Instituto Superior da Maia)