Nenhum produto no carrinho.

    • Peito de Frango com Mel Nº 88 Fire by Beesweet
    • Sopa de Cenoura com Mel Nº 1 Citrus by Beesweet
Home / Nas bocas do mundo / Como dominar a arte da apicultura? Ajude o planeta.

Como dominar a arte da apicultura? Ajude o planeta.

Como dominar a arte da apicultura?

A apicultura é uma forma consciente de ajudar o planeta.

Embora sejam mais conhecidas pelo delicioso mel que produzem e pelas suas icónicas riscas peludas, as abelhas desempenham um papel fundamental no nosso ecossistema global. Cerca de um terço dos alimentos de que desfrutamos diariamente dependem da polinização levada a cabo pelas abelhas. No entanto, estes insetos trabalhadores estão cada vez mais sob ameaça. Saiba como dominar a arte da apicultura e ajude o planeta.

Desde os abacates aos mirtilos, às amêndoas, aos citrinos, ao cacau, café, frutos vermelhos entre tantos outros, 75% dos alimentos que consumimos e dos cultivos mundiais dependem da polinização. Embora alguns pássaros, morcegos, borboletas e outros insetos desempenhem um papel neste ciclo natural, são as colónias de abelhas que fazem a maior parte do trabalho. Infelizmente, a população mundial de abelhas está em pleno declínio.

Saiba mais sobre a importância das Abelhas AQUI

Apesar das alterações climáticas e da utilização de determinados pesticidas prejudiciais na agricultura também contribua para o declínio do número de abelhas, a principal causa é o desaparecimento dos habitats naturais das abelhas selvagens. Felizmente, é aqui que entra a apicultura para ajudar. Quando bem feito, cuidar das colmeias é uma forma duradoura de aumentar o número de abelhas e de manter os níveis de polinização elevados. E, melhor ainda, as colmeias podem estar em praticamente qualquer lugar, desde que as abelhas tenham um lugar quente e abrigado para se desenvolverem e acesso a água e plantas com flores.

Quer fazer a sua parte pelas abelhas?

Comece por seguir as nossas melhores dicas para apicultores novatos.

1. FAÇA AS SUAS PESQUISAS

Há muito para aprender sobre cuidar bem das abelhas, portanto é fundamental investigar. O melhor conselho que podemos dar a alguém que quer começar a dedicar-se à apicultura é aprender tudo o que puder antes de ter abelhas.

A experiência prática de outros apicultores é fundamental, pois assim vai saber se isto é para si ou não. Há um ditado no mundo da apicultura que diz: “as abelhas não leem livros”, portanto por muito que leia, as abelhas vão sempre ter surpresas reservadas para si! Nós aprendemos com elas. Cada colmeia tem vida própria.

2. ESTABELEÇA CONTACTO COM APICULTORES LOCAIS

A comunidade dos apicultores é muito amigável e tem sempre conselhos e experiências para partilhar. Portanto estabeleça contacto com a associação de apicultores local quando estiver a começar. “É uma excelente forma de conhecer outros apicultores, de ver as colmeias e de obter conselhos gerais acerca da apicultura e do equipamento de que vai precisar. Outra opção é realizar cursos de iniciação para que obtenha informações de valor credível e inestimável.

3. PREPARE O SEU EQUIPAMENTO

Se está a começar do zero, vai ter de investir em algum equipamento de apicultura fundamental, sendo a colmeia o mais importante. As colmeias modernas têm estruturas amovíveis para proteger as abelhas durante as verificações e crestas do mel. Também vai precisar de um bom par de luvas, fato completo com viseira protetora para proteger o rosto das picadas e botas. Embora um fato de apicultor completo proteja o resto do corpo das picadas ocasionais, vestir roupa por debaixo do fato, que proteja o corpo também costuma funcionar.

4. CRIE UM REFÚGIO DE PÓLEN

Tem a sua colmeia preparada? Antes de colocar abelhas nela, pense em criar um refúgio de pólen que dure o ano inteiro. Ou seja, um pequeno jardim com flores que possam prevalecer o ano todo de forma alternada. O néctar não existe apenas no verão, as abelhas e outros insetos polinizadores também estarão à procura dele no resto do ano. As fontes de néctar na primavera podem ajudar os polinizadores a recuperarem a energia após o período de “hibernação”. No outono, o pólen ajuda a criar reservas de energia para os meses seguintes. Não se esqueça de plantar tendo em mente os períodos de florescimento mais amplos, para que estes seres nunca passem fome”.

5. COMPRE AS ABELHAS

Quando tiver tudo preparado, compre as abelhas. É nesta fase que a associação local pode dar-lhe os conselhos mais valiosos. Conseguir abelhas locais significa que elas já estão adaptadas à sua zona e que têm mais probabilidades de prosperar. Normalmente, as abelhas vêm como um “núcleo” que contém um abelha-rainha e algumas estruturas de abelhas já estabelecidas, ninhadas (larvas em crescimento) e comida. Vale a pena começar pouco a pouco, inicialmente, e ir aumentando o número de abelhas e o tamanho da colmeia à medida que adquire experiência.

Essa evolução é conquistada ao longo do tempo, com os desdobramentos das colmeias. Com tempo e apoio de um apicultor experiente, pode facilmente aumentar o número de colmeias. O bom da apicultura é que haverá, com certeza alguém experiente que terá o prazer de @ ajudar.

6. PENSE EM CRIAR UM JARDIM NO TERRAÇO

Tem um espaço de jardim limitado? Os jardins em terraços são cada vez mais populares em áreas urbanas e, se criados com plantas que são benéficas para as abelhas. Podem ser bastante mais úteis para elas do que grandes extensões de verde com poucas plantas com flores. Talvez precise de falar primeiro com os seus vizinhos, para perceber se concordam com os seus planos de apicultura, mas os jardins em terraços também podem ser um excelente sítio para ter as abelhas, desde que tenham um recanto quente e abrigado para colocar a colmeia.

Siga estes primeiros passos e delicie-se com o seu próprio mel, contribuindo assim para ajudar o planeta.

Proteger as Abelhas é um passo gigante para a proteção dos ecossistemas.

Se pretende saber mais sobre apicultura contacte-nos através do email [email protected]